I’m back, bitches!

E aí, pessoal! Anos se passaram, não é mesmo?
Então aqui vai um resumão do que rolou durante essa minha sumida: voltei ao Brasil, comecei a trabalhar com e-commerce, entre eles: Q.Guai, Myth, Limits, Kor Water, Thug Nine, Fábrica de Monstros, AmoMuito.com, Bazis, Uníti Rio, Limits e Óculos Bamm (meu portfólio – ainda em construção – vocês podem ver aqui). Depois de 1 ano e meio trabalhando para e-commerces que não eram meus, resolvi abrir o meu próprio e-commerce, que vim hoje apresentar pra vocês: Khyara.com.br.

Comecei um blog por lá também, mas com conteúdo mais variado. Por aqui, espero voltar a falar de moda! ❤

Abaixo, seguem alguns produtos disponíveis na Khyara, desenvolvidos também por mim! Ah, fazemos entrega internacional! 🙂

Choker Triplo Buonanotte

Choker Triplo Buonanotte – R$ 69

 

Maxipulseira Dharma - R$ 135

Maxipulseira Dharma – R$ 135

 

Kit 2 colares Energia - R$ 62

Kit 2 colares Energia – R$ 62

 

Gostou, vai lá na Khyara! E não esqueça de acompanhar o blog por lá também! 😉

Moschino e um consumismo acéfalo

Em fevereiro deste ano, Jeremy Scott lançou a sua primeira coleção a frente da Moschino. Particulamente não costumo apreciar as criações dele, porém, tenho que admitir: ele foi genial em sua última coleção. Não porque o produto está sendo vendido, está aparecendo na maioria dos blogs de “Moda”, nacionais ou internacionais. Mas sim porque ele está fazendo muita gente nesse meio de trouxa.  As pessoas infelizmente tem o costume de não avaliar bem o que compram. Apenas compram. Compram porque viu aquela blogueira que na verdade nada entende do assunto falar que é legal. Compram porque viu nas semanas de moda, porque viu na revista, porque é de marca, porque é caro.

Primeiro: sair por aí fantasiada de embalagem de batatas fritas do McDonalds não é legal.

Segundo: pagar caro pra sair fantasiada de embalagem de batatas fritas agrava a situação.

Terceiro: Jeremy Scott inseriu a imagem do fast food mais criticado em relação a qualidade de seus alimentos e influenciador da obesidade nos Estados Unidos, em um meio onde frequentemente se vive a ditadura da magreza.

Entre os modelos apresentados ao longo do desfile, além dos que foram inspirados no McDonalds, vemos embalagens de outras guloseimas, e este a seguir que faz referência a informações nutricionais. Reparem ao longo da estampa o quanto a palavra “Fat” (gordura/gordo) aparece:

Bom, então pra galera da “Moda” que apenas consome, e aplaude qualquer coleção de grife sem entendê-la, eu vou explicar: Jeremy Scott  fez uma crítica em sua coleção ao desenvolve-la em cima do logotipo do McDonalds. Uma crítica ao fast food também, mas principalmente ao consumismo, onde as pessoas apenas consomem sem se identificar com o produto. Garotas que vivem contando cada caloria, que sequer passam na frente de uma rede de fast food, muitas que sofrem de bulimia… Usando uma capinha de Iphone que faz referência ao McDonalds.  Porém, assim como as pessoas compram a magreza das revistas, compram também qualquer produto que supostamente gera um “status”, ainda que as duas ideias sejam paradoxais.

Você fashionista, blogueira, celebridade, ou apenas uma leitora dessas revistas de Moda e beleza que vive o ano todo em dieta, faz lipoaspiração, não sai da academia, e compra um produto da Moschinho da última coleção porque é Moschino… A crítica é você. Isso significa basicamente que você anda saindo por aí vestida de palhaça,  não só por parecer uma embalagem ambulante do McDonalds, mas porque você está comprando um produto com o qual você não se identifica. Ou talvez não se identifique com as modelos magérrimas, mas continua comprando as duas ideias.

Complementando essa interpretação da coleção, apresento a vocês a outra linha que ele seguiu ao longo do mesmo desfile: o dourado (que representa riqueza, dinheiro…) em evidência principalmente através da quantidade exagerada de colares. Uma retratação do consumismo, do poder de compra, e da compra desenfreada.

O melhor é que a crítica é TÃO ÓBVIA, e eu não vi nenhuma revista ou site  de Moda mencionar (se alguém conhecer, me mande o link), que na mesma coleção baseada no McDonalds… vemos:

Tcharan!! O Bob Esponja!

(e caso até hoje alguém ainda não tenha percebido, é uma esponja de limpeza…que absorve!)

Pois é… Esse é o Jeremy Scott rindo do mundo Fashion.

Pra finalizar, uma dica repassada a mim pela minha amiga Jéssica Duarte, também estudante de Moda: Blogueira Shame

Quarta-feira fashion: jeans por 60,90 reais!

Look I:

– Camisa Farm – R$: 298,00;
– Jeans TNG – R$: 139,90;
– Colar Espaço Fashion – R$: 54,00;
– Bolsa FiveBlu- R$: 134,90
– Scarpin FiveBlu – R$: 89,90

Total: 716,70

Look II:

– Jeans Anna Flynn- R$: 60,90;
– Blusa Renner- R$: 99,90;
– Colar Anna Flynn- R$: 9,90;
– Bolsa Queens- R$: 99,90
– Scarpin Beira Rio- R$: 69,90

Total: 340,50

O que vestir? Veja o Dress Code do Casual ao White Tie.

Esses dias, cinco horas da manhã aqui na Itália, e recebo uma mensagem por Facebook de um amigo me pedindo ajuda. Ele irá para um restaurante em Dubai que aponta qual traje deve ser utilizado, no caso “Smart Casual”, e não sabia o que vestir.

Para acabar com todas as dúvidas quanto ao traje, resolvi escrever o post de hoje explicando cada um, e apontando o que deve ser usado tanto por homens quanto por mulheres, principalmente quando o mesmo já é especificado no convite. Mas aqui em Milão por exemplo, mesmo quando esse traje não é informado de forma precisa, alguns locais esperam que você saiba a roupa adequada e inclusive te impedem de entrar se você não estiver de acordo. Portanto, vou correlacionar brevemente os trajes a determinados tipos de evento, para que vocês saibam identificar o traje apropriado para cada local.

Às vezes os diversos nomes que existem para especificar um mesmo traje que acabam confundindo, então abaixo você também pode conferir essas variações. Seguimos do MAIS formal, para o MENOS formal:

1) White Tie | Casaca | Ultra-formal | Cerimônia comprido | Cravate Blanche:

Você recebeu um convite da Rainha da Inglaterra para um evento no Palácio de Buckingham, tirou foto do convite pra postar no Instagram para causar a inveja nas inimigas, botou até a hashtag #BeijinhoNoOmbro, mas não sabe o que usar? Vá de White Tie. Esse é o traje mais formal de todos, acima inclusive do Black Tie que iremos falar a seguir, e que muitos acham que está no topo do Dress code.

Eventos: jantares com chefes de Estado, cerimônias protocolares, cerimônia do Prêmio Nobel. (O Oscar, por etiqueta, deveria ser inserido aqui também, mas… já virou uma bagunça)

Homens: Fraque preto, camisa branca lisa com ponta de colarinho quebrada, colete branco, gravata borboleta branca amarrada pela própria pessoa, calças compridas completas, e sapatos de couro brilhante. Opcionalmente, pode-se usar cartola preta de seda, chapéu de ópera dobrável, luvas brancas de camurça, suspesórios, relógios de bolso, lenço branco, e sobretudo.

Mulheres: vestidos finos de comprimento a partir do tornozelo e com cores clássicas, clutch, joias vintage ou couture, saltos preferencialmente agulha ( entre 7 e 12 cm). Opcionais são: luvas ópera brancas ou combinando com o vestido, tiara, casaco de pele.

2) Black Tie | Gala | À rigor | Formal | Tenue de Soirée:

Na verdade, em Black Tie existem três variações: Black Tie, Black Tie Optional/ Black Tie invited, e Creative Black Tie/ Black Tie Festive.

Eventos: noites de gala, bailes, grandes premiações, recepções formais de casamento, eventos luxuosos e sofisticados.

Homens: No Black Tie, homens devem usar Smoking completo, gravata borboleta preta, camisa branca de pala pregueada e com abotoaduras, e faixa de cetim. Opcionalmente, podem usar suspesórios. Já no Black Tie Optional, os homens podem optar por um terno escuro, camisa branca e uma gravata conservadora. E no Creative Black Tie, Smoking, camisa preta, e sem gravata se preferir. Sapatos sempre verniz, ou de couro normal muito bem lustrados.

Mulheres: Deverão usar necessáriamente vestidos quando Black Tie Formal, que não podem ser substituidos por um look de duas peças. Dependendo do horário do evento, é aceitável vestidos a partir de 5 cm acima do joelho, mas é preferível os longos. Carteiras e bolsas pequenas, joias ou bijuterias extremamente finas. No Black Tie Optional, as mulheres podem usar vestidos de cocktail, e no Creative Black Tie podem optar por calças de Smoking feminina, mas sempre de salto alto.

3) Informal | Semi-Formal | Passeio Completo | Social

Errôneamente muitas vezes chamado de Formal, que na verdade se refere ao Black Tie tradicional, o traje mais conhecido como Passeio Completo e Social na verdade é dividido em duas categorias: After Five e Business Formal.

Eventos: jantares, coquetéis, óperas, casamentos, comemorações oficiais, festas sofisticadas de 15 anos, bodas.

Homens: Meias, sapato e cinto obrigatoriamente pretos, sendo os calçados de couro e sola de madeira, ternos completos compostos por calça social e paletó abotoado não necessariamente das mesmas cores, camisa social de manga comprida e lisa, e gravata. Hoje em dia, o colete é dispensável. Para os homens, After Five ou Business Formal, o dress code é o mesmo.

Mulheres: Para mulheres, no After Five, se dispensa os vestidos longos, e indica o uso de vestidos de cocktail. Os sapatos podem ser tanto os com saltos quanto os mais baixos, mas ainda assim com uma sofisticação condizente com a roupa e com o evento. No Business Formal, indica-se o uso de terninhos, ou vestidos sob-medida, com um look mais condizente com negócios.

4) Cocktail Attire | Cocktail Wear | Passeio | Esporte Fino | Alto Esporte | Tenue De Ville

Chamado popularmente de Esporte Fino, você ainda terá que se conter para apelar para o jeans nesse traje que não obriga tanta formalidade, mas também não abre mão da elegância. Muitas pessoas acreditam que no traje Passeio já é permitido o uso do jeans por ser um pouco mais informal, e até mesmo alguns blogs de moda divulgam isso, mas ainda não é. E inclusive, por isso, alguns desavisados costumam ser impedidos de entrar em determinadas boates de Milão.

Eventos: Almoços, teatro, festas de 15 anos, eventos culturais, inaugurações, e boates sofisticadas.

Homens: Calça social, blusa social (coloridas, com riscas, listras finas, ou xadrez miúdo), camisa lisa se usada com blazer, e sapatos. As meias pretas e a gravata já não são mais obrigatórias.

Mulheres: Look em duas peças, vestidos, túnicas, tailleurs, terninhos. Bolsas um pouco maiores do que nos trajes anteriores são permitidas. Saltos, sandálias e sapatos baixos condizentes com o restante do traje. Roupas um pouco mais discretas, com um pouco menos de brilho, do que o look anterior after five permite.

5) Casual | Esporte | Esporte Casual

Agora você pode usar o seu jeans, mas escolha de acordo com a ocasião! Eventos mais formais, à noite, mas que não chegam a ocupar a formalidade do traje passeio, pedem jeans mais escuros, mais trabalhados por exemplo. Camisas de time, e tênis esportivos demais ainda ficam proíbidos, não é porque esse traje recebe o nome de “Esporte” que virou também um oba-oba. O traje é Esporte, mas o look não temático. Dentro dessa categoria existem inúmeras divisões, entre elas: Casual Chic, Business Casual, Smart Casual,… Mas o importante mesmo, é adequar a casualidade ao evento. Em um churrasco da empresa por exemplo, evita-se shorts curtos e blusas muito decotadas.

Eventos: Churrascos, festas infantis, almoços informais, exposições,…

Homens: Camisas, pólos, calça jeans, bermudas no estilo “cargo”, tênis despojado ou no estilo low profile, sapatênis. No frio, use blazers, casacos de lã, suéters, ou jaquetas.

Mulheres: Shorts, bermudas, sapatilhas, blusas e vestidos de alcinha, suéter, saias, rasteiras, botas, e tênis (assim como falei no caso dos homens, não os esportivos que você usa para malhar).

Quarta-feira fashion: com peças a partir de 25,90 reais

Como anunciei semana passada,  todas as quartas postarei dois looks similares com faixas de preço diferentes. Então, seguem os looks dessa semana:

Look I:

– Blusa Desigual- R$: 169,00
– Clutch Anna Flynn- R$: 139,90;
– Colar Anna Flynn- R$: 49,90;
– Saia Juliana Jabour – R$: 319,90
– Scarpin Dumond – R$: 229,90

Total: 908,60

Look II:

– Camiseta Bo.bô – R$: 198,00;
–  Clutch WJ- R$: 109,90;
– Saia Pink Connection- R$: 49,90;
– Colar Anna Flynn- R$: 25,90
– Scarpin Vizzano- R$: 69,90

Total: 453,60

Tendência: roupas e acessórios com franjas de volta!

Há um tempo vimos esta tendência principalmente em bolsas, agora ela promete voltar também mais forte em roupas, e nos demais acessórios. Já sendo anunciada timidamente por alguns blogs de Moda na Itália desde os meados do ano passado (inclusive, mais ou menos na mesma época, eu comprei um max colar de franjas), agora ela promete invadir de vez as lojas.

Agora devemos ter o seguinte cuidado ao usá-la: não sair por aí parecendo a Pocahontas, o Carnaval já está acabando! Por isso, separei algumas referências pra vocês dessa tendência, tanto nos acessórios, quanto nas roupas.

Falando de um evento bem recente: Jennifer Garner, com seu vestido de franjas prateadas no Oscar 2014, desenhado pelo estilista Oscar de la Renta.

Vestidos longos e curtos, seguem a tendência das franjas.

As franjas estarão em saias curtas, saias longas, e shorts. Para looks diurnos e noturnos.

Nas bijuterias, além dos brincos de franjas que já são comuns de encontrar, os max colares também seguem essa tendência.

As bolsas bolsas com franjas podem ser encontradas tanto nos estilos mais clássicos, quanto nos mais inovadores, como é o caso das bolsas pra noite/festa com franjas longas.

Cropped tops com franjas unindo duas tendências.

Franjas em todos os lugares, e nos sapatos, em todos os tipos: saltos, rasteiras, sapatos mais fechados, e tênis.

Fantasias para o Carnaval: Soluções de última hora!

Há uns dias, uma amiga veio me pedir sugestões de fantasias de Carnaval, e às pressas, não consegui pensar em nada. Aqui na Itália em algumas cidades como Veneza  já é Carnaval, mas em Milão, vai acontecer na próxima semana, assim como no Brasil. Como essa cidade não promete muita coisa em relação a isso, eu não havia pensado em nada, mas depois pensei em algumas opções que podem servir de inspiração pra quem ainda não pensou na fantasia.

Ontem, vim um post no blog Dupla Carioca que ensinava fazer fantasias de vendedora de pipoca e de doces, achei as ideias muito criativas, e pra quem está em dúvida sobre fantasias vale à pena conferir.

Nas sugestões abaixo, alguns ítens podem ser substituídos ou descartados como é no caso do Coringa, não tendo um colete verde, pode substituí-lo por um preto, ou pintar o colete direto na blusa branca. Veja as sugestões a seguir: Coringa, Wally, Lara Croft, Militar, Holly (Bonequinha de Luxo), Navy, e mais uma listinha com outras opções ao final.

Outras opções fáceis de fazer:

– Mãe de Santo;

– Princesa Leia;

– Juíza de futebol;

– Gangster;

– Cafajeste;

– Presidiária;

– Boneco (a) Lego;

– Tenista.

Quarta-feira fashion: Looks para todos os bolsos.

A partir de hoje, todas as quartas, postarei 2 looks similares com faixas de preços diferentes. O primeiro um pouquinho mais caro, e segundo mais econômico. Pra começar, temos os looks abaixo:

Look I:

– Saia Ellus – R$: 129,50;
– Blusa Animale- R$: 479,00;
– Bolsa Via Mia – R$: 99,00;
– Sandália Santa Lolla – R$: 249,90
– Brincos 3:AM – R$: 174,90

Total: 1132,30

Look II:

– Saia Shop 126 – R$: 55,90;
– Blusa Colcci- R$: 149,90;
– Bolsa Vogue- R$: 134,90;
– Sandália Lilly’s Closet – R$: 119,90
– Brincos NightStar- R$: 34,90

Total: 495,50

40 filmes para amantes de Moda!

Minhas aulas começaram, e por motivos de força maior (leia-se: a idiota se inscreveu em 2 projetos ao mesmo tempo. O Projeto Final de Graduação, e o primeiro projeto da Pós), tive que abandonar o blog. Porém, agora de férias, e com a esperança no coração de que o próximo período será mais tranquilo… Voltemos! 

Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo.

Depois de relutar por anos a aceitar o Inglês na minha vida, decidi que vou ficar fluente no idioma até junho (#oremos). Aproveitando as férias, comecei a separar alguns filmes  relacionados a Moda para assistir com audio e/ou legenda em Inglês. Como uma coisa leva a outra, montei uma listinha de filmes para os amantes de Moda, que inclui os que falam diretamente sobre moda e os que são referências em figurino. Veja a seguir:

01) Yves Saint Lauren (2014)
Filme sobre o estilista francês Saint Lauren.

02) Bling Ring: A Gangue de Hollywood (2013)

História baseada em fatos reais, de um grupo de adolescentes que assaltavam as casas de celebridades.

03) Top Models – Um conto de Fada brasileiro (2011)

Documentário brasileiro sobre a vida das modelos.

04) Diana Vreeland – The eye has to travel (2011)

Filme sobre Diana Vreeland, que foi um icone da Moda, colunista e editora de duas das maiores revistas do ramo, Vogue e Harper’s Bazaar.

05) Bill Cunningham New York (2010)

Documentário sobre Bill Counningham, o fotógrafo de moda da The New York Times.

06) Coco antes de Chanel (2009)

Filme sobre a estilista francêsa Gabrielle “Coco” Chanel desde a sua infância até seu império na indústria da Moda.

07) Coco Chanel & Igor Stravinsky (2009)

Mais um filme sobre Gabrielle “Coco” Chanel e seu romance com Igor Stravinsky.

08) The September Issue (2009)

É um documentário sobre a edição histórica de setembro de 2007 da Vogue.

09) Brüno

O filme conta a histórias de um apresentador de programa de moda de maior audiência em todos os países de língua germânica, com exceção da Alemanha.

10) Sex and  the City (2008) e Sex and the City 2 (2010)

Mostra a vida e as aventuras das quatro amigas Carrie, Samantha Charlotte e Miranda, respectivamente, 2 anos e 4 anos após o último episódio da famosa série.

11) Valentino: O último Imperador (2008)

Filme sobre o estilista Valentino, que marca uma Era na indústria da Moda. Lançado próximo ao anúncio do mesmo que deixaria de criar.

12) Annie Leibovitz – A vida através da lente (2007)

Documentário sobre a fotógrafa Annie Leibovitz.

13) Marc Jacobs & Louis Vuitton (2007)

Documentário sobre a atuação de Marc Jacobs, enquanto estilista da Louis Vuitton.

14) Lagerfeld Confidential (2007)

Documentário sobre de Karl Lagerfeld, diretor de criação da Chanel.

15) Zuzu Angel (2006)

Filme sobre a estilista brasileira Zuzu Angel, e o seu ativismo político diante desaperecimento, e morte, de seu filho na Ditadura.

16) Maria Antonieta (2006)

Sobre Maria Antonieta, que foi capaz de influenciar a Moda em seu tempo. O filme se descata por seus figurinos.

17) Factory Girl (2006)

Sobre Edie Sedgwick, que  foi uma das superstars de Andy Wahol.

18) O Diabo Veste Prada (2006)

Mostra Andrea Sachs como secretária de Miranda Priestly, editora chefe de uma conceituada revista de moda, que faz referencia a Vogue.

19) De repente 30! (2004)

Mostra a personagem Jenna Rink, saindo dos seus 13 anos e indo direto para os 30, e tentando driblar o fechamento da revista feminina em que trabalha.

20) O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)

O filme não fala sobre moda, mas acabou se tornando inspiração para diversos estilistas e designers na criação de  coleções e acessórios.

21) Moulin Rouge (2001)

Excelente trabalho de Catherine Martin, diretora e figurinista do filme, que mostra o glamour do cinema nos anos 40 e retrata sua longa pesquisa sobre o universo dos cabarets parisienses.

22) Zoolander (2001)

Conta a história de um típico modelo burro conhecido como Zoolander. O filme tem participações especiais de personalidades da moda, como Heidi Klum e Tommy Hilfiger.

23) Fama e Destruição (1998)

A história de Gia Carangi (Angelina Jolie), uma das top models mais requisitadas do mundo, que decaiu devido as drogas.

24) Studio 54 (1998)

Sobre a discoteca que agitava a vida de New York e que lhe trouxe reputação internacional.

25) Abrindo o Zíper (1995)

Sobre o estilista americano Isaac Mizrahi.

26) As Patricinhas de Beverly Hills (1995)

O filme, onde a protagonista é uma adolescente consumista, retrata a moda dos anos 90.

27) Prêt-à-porter (1994)

Uma comédia satírica que se passa durante uma temporada das coleções de moda em Paris.

28) Uma linda Mulher (1990)

O vestido vermelho usado por Julia Roberts, se tornou uma peça icone dentro do cinema.

29) Caderno de Notas sobre Roupas e Cidades (1989)

Documentário que mostra todo o processo criativo do estilista japonês Yohji Yamamoto.

30) Procura-se Susan desesperadamente (1985)

Estrelado por Madonna, os figurinos retratam a moda dos anos 80.

31) Flashdance (1983)

Clássico do cinema que também retrata através dos figurinos, a moda dos anos 80.

32) Model (1981)

O documentário mostra a rotina de mulheres e homens que trabalham como modelos, seja em desfiles de moda, comerciais de televisão, eventos ou na venda de produtos.

33) Barbarella (1968)

Baseado nas histórias em quadrinhos de mesmo nome, o filme é repleto de figurinos futuristas pra época.

34) Bonnie e Clyde (1967)

Referência de moda do final dos anos 60 através dos figurinos.

35) Blow-up – Depois daquele Beijo (1966)

Um suspense em torno de um fotógrafo de moda londrino.

36) Bonequinha de Luxo (1961)

Filme imortalizou Andrey Hupburn com o vestidinho preto desenhado por Givenchy, e deu notoriedade a joalheria Tiffany & Co.

37) A doce Vida (1960)

Um clássico de Federico Fellini, que se tornou referência em moda devido aos figurinos.

38) Cinderela em Paris (1957)

Mais um filme onde a protagonista é Andrey Hupburn, onde sua personagem acaba virando modelo por acaso.

39) Os homens preferem as loiras (1953)

Com a linda, loira e musa Marilyn Monroe cantando “Diamonds are a girl’s best friend” com o vestido rosa  criado pelo estilista americano William Travilla.

40) Fashions of 1934 (1934)

Filme que trata em forma de comédia a pirataria no mundo da Moda.

Os 10+ do Milan Fashion Week – PE 2014

Entre os dias 18 e 23 de setembro, ocorreu aqui em Milão a semana de moda reunindo grifes como Gucci, Prada, Roberto Cavalli, Dolce & Gabanna, Versace e Giorgio Armani, apresentando suas coleções de Primavera para mulheres. Diferente do que acontece na semana de moda do Rio, conhecida como Fashion Rio, o evento aqui acontece por toda a cidade, e é aberto ao público.

 

A Gucci foi a primeira grande grife a desfilar, e apresentou uma coleção claramente inspirada no Art Nouveau, com alguns cortes que se assimlavam a kimonos. Muita transparência, principalmente em detalhes. O magenta, azul, violeta e o verde predominaram na coleção que segue a linha esportivo-chic, e compuseram um desfile incrivelmente sexy.

A Just Cavalli, grife do estilista Roberto Cavalli destinada ao público mais jovem, apresentou estampas simplesmente divinas. Mesclando animal print, com cores vibrantes alcançando o neon, xadrez,  flores e animais tropicais, vimos uma mistura que deu super certo, dando um ar de anos 90 a coleção. Na recém-inagurada Lola Vie, você já pode encontrar uma regata linda com estampa de arara, em cores vibrantes! Tudo a ver com essa tendência que foi apresentada pelo Cavalli!

Com a trilha sonora de Britney Spears, a Prada desfilou com cores vibrantes, e estampas baseadas em murais de ruas, através dos trabalhos dos artistas Miles El Mac Gregor, Mesa, Gabriel Specter, Stinkfish, Jeanne Detallante, Pierre Mornet e do grafiteiro Diego Rivera. Muito vermelho, azul e verde… estampas com desenhos em grande escala, fazendo alusão as mulheres e ao subúrbio.

A Emporio Armani veio com a coleção predominando as cores cinza-azul e verde, uma alusão as águas e as florestas tropicais. Estampas florais quase que abstratas, estampadas nas roupas e também em alguns acessórios. Muita leveza, movimento e um brilho sutil que dão um ar de reino encantado ao conjunto.

Encerrando o terceiro dia da Semana de Moda, a Versace apresentou uma coleção com as cores verde, vermelho, lilás e o turquesa. Assim como algumas outras grifes, também apresentou uma estampa floral beirando o abstrato. A delicadeza das roupas, constratavam com os acessórios que seguiam mais a linha heavy-metal, com muitas correntes, ganchos de metais, e cintos com fivelas também metálicas.

No quinto dia, vimos mais uma vez o trabalho do Cavalli, dessa vez com a grife Roberto Cavalli. Uma coleção com franjas, couro, miçangas, correntes, estampas tribais, animal print de cobra e sandálias gladiadoras, que mesclam uma ideia de musa do Olimpo, com uma delicada india xamânica. Cores em tons claros de cinza, azul, rosa e verde. Cavalli não foi nada menos que espetacular nessa coleção, e vale a pena conferir seu trabalho na íntegra fazendo uma busca na internet.

Moschino comemorou em grande estilo os seus 30 anos, com muito preto, branco, cinza e vermelho. Estampas florais com desenhos em média escala, também tornando-as mais abstrata, como vimos nas demais grifes. Listras em preto e branco irregulares, e o xadrez em um estilo similar ao que foi tendência nos anos 80 e 90.

Rolou um breve boato por aqui que este ano ela não desfilaria, mas a grife Dolce & Gabbana compareceu, e mostrou sua coleção nas cores vermelho, verde, azul, creme, e em dourado, que foi um luxo a parte. Estampas em preto e branco de bolinhas de tamanho médio, flores de cerejeiras, e inspirações no Império Grego-Romano. Além de muita transparência, rendas e ouro barroco.

A grife Salvatore Ferragamo entrou em cena no penúltimo dia da Semana de Moda de Milão, com o dourado, o azul quase preto, bege e muita estampa de cobra em calçados e jaquetas. Saias com cortes irregulares e com pregas, no estilo estudante moderna.

No último dia de desfiles, Giorgio Armani, apresentou sua coleção nas cores cinza, rosa (pink e pastel), azul e violeta. Reforçou a tendência de motivos florais quase abstratos, e transparência. Como acessórios, alguns looks entraram com lenços estampados no lugar dos colares, ou os já conhecidos max colares que seguiram as cores da coleção.

Fotos: NowFashion