Moschino e um consumismo acéfalo

Em fevereiro deste ano, Jeremy Scott lançou a sua primeira coleção a frente da Moschino. Particulamente não costumo apreciar as criações dele, porém, tenho que admitir: ele foi genial em sua última coleção. Não porque o produto está sendo vendido, está aparecendo na maioria dos blogs de “Moda”, nacionais ou internacionais. Mas sim porque ele está fazendo muita gente nesse meio de trouxa.  As pessoas infelizmente tem o costume de não avaliar bem o que compram. Apenas compram. Compram porque viu aquela blogueira que na verdade nada entende do assunto falar que é legal. Compram porque viu nas semanas de moda, porque viu na revista, porque é de marca, porque é caro.

Primeiro: sair por aí fantasiada de embalagem de batatas fritas do McDonalds não é legal.

Segundo: pagar caro pra sair fantasiada de embalagem de batatas fritas agrava a situação.

Terceiro: Jeremy Scott inseriu a imagem do fast food mais criticado em relação a qualidade de seus alimentos e influenciador da obesidade nos Estados Unidos, em um meio onde frequentemente se vive a ditadura da magreza.

Entre os modelos apresentados ao longo do desfile, além dos que foram inspirados no McDonalds, vemos embalagens de outras guloseimas, e este a seguir que faz referência a informações nutricionais. Reparem ao longo da estampa o quanto a palavra “Fat” (gordura/gordo) aparece:

Bom, então pra galera da “Moda” que apenas consome, e aplaude qualquer coleção de grife sem entendê-la, eu vou explicar: Jeremy Scott  fez uma crítica em sua coleção ao desenvolve-la em cima do logotipo do McDonalds. Uma crítica ao fast food também, mas principalmente ao consumismo, onde as pessoas apenas consomem sem se identificar com o produto. Garotas que vivem contando cada caloria, que sequer passam na frente de uma rede de fast food, muitas que sofrem de bulimia… Usando uma capinha de Iphone que faz referência ao McDonalds.  Porém, assim como as pessoas compram a magreza das revistas, compram também qualquer produto que supostamente gera um “status”, ainda que as duas ideias sejam paradoxais.

Você fashionista, blogueira, celebridade, ou apenas uma leitora dessas revistas de Moda e beleza que vive o ano todo em dieta, faz lipoaspiração, não sai da academia, e compra um produto da Moschinho da última coleção porque é Moschino… A crítica é você. Isso significa basicamente que você anda saindo por aí vestida de palhaça,  não só por parecer uma embalagem ambulante do McDonalds, mas porque você está comprando um produto com o qual você não se identifica. Ou talvez não se identifique com as modelos magérrimas, mas continua comprando as duas ideias.

Complementando essa interpretação da coleção, apresento a vocês a outra linha que ele seguiu ao longo do mesmo desfile: o dourado (que representa riqueza, dinheiro…) em evidência principalmente através da quantidade exagerada de colares. Uma retratação do consumismo, do poder de compra, e da compra desenfreada.

O melhor é que a crítica é TÃO ÓBVIA, e eu não vi nenhuma revista ou site  de Moda mencionar (se alguém conhecer, me mande o link), que na mesma coleção baseada no McDonalds… vemos:

Tcharan!! O Bob Esponja!

(e caso até hoje alguém ainda não tenha percebido, é uma esponja de limpeza…que absorve!)

Pois é… Esse é o Jeremy Scott rindo do mundo Fashion.

Pra finalizar, uma dica repassada a mim pela minha amiga Jéssica Duarte, também estudante de Moda: Blogueira Shame

Katy Perry, Moschino, Jeremy, polêmicas e o Milan Fashion Week

Bom, pelo tempo que estou em Milão , conclui que: Milan Fashion Week sem polêmica, não é Milan Fashion Week. E não fico surpresa que a polêmica da vez ocorreu na última quinta-feira (20) no desfile da Moschino, cuja a coleção foi assinada este ano pelo Jeremy Scott. Jeremy Scott, como esperado, apresentou uma coleção exótica. Com direito a referência ao Mc Donalds, Bob Esponja e estampa de Vaca. Mas como se isso por si  só, já não fosse polêmico… Katy Perry desfilou pela grife.

Com 50 minutos de atraso, Katy entrou na passarela com um look incrivelmente de bom gosto, porém, foi recebida as vaias pelo público que não aprovou essa demora. Pra fechar sua presença com chave de ouro, se pronunciou ainda sob a passarela: “Calem a boca, vocês todos terão suas fotos”! Vejam a seguir, o vídeo:

 

Não sei porque, mas Katy me lembrou alguém que vive atrasada também desde que chegou em Milão…